Páginas

sábado, 4 de junho de 2011

Capitulo 8 - Pai Canguru - O mensageiro

Canguru com o pai
O pai também podia fazer Canguru com os filhos. Era interessante que o horario para os pais era a noite! Só dava para ser este horario, devido ao trabalho durante o dia. Então imagina vocês a UTI com varias poltronas e os pais com seus filhotes. Alguns convesavam com seu filhos em voz alta, era até engraçado!
O Flávio fez alguns cangurus com a Mariana e era importante para o desenvolvimento dela. Ela até cantarolava com o pai. Não estou louca minha gente ela ficava fazendo uns barulhinhos com a boca e falava "É, é, é, rsrrsr
Depois de alguns dias de UTI, comecei a prestar atenção ao redor nas outras famílias que estavam também com seus filhos na UTI, eram crianças prematuras, ou com hipoglicemia, ou respiração lenta, etc. E fiquei impressionada como os pais, que são os primeiros a entrar na UTI  Fiquei imaginando o Flávio ao entrar na UTI, as primeiras orientações: "- Lavar as mãos, tirar aliança e relógio colocar avental." Todos os pais entravam com a mesma cara, preocupados mas segurando firme, pois tinha a missão de falar para a esposa tudo que estava acontecendo. Lembro de um pai que estava na porta da UTI eu falei para ele entrar e chamar a Enfermeira chefe do plantão. E num desabafo ele falou: "- Não sei como vou explicar para minha esposa como o bebê esta, vou pedir para uma pediatra me acompanhar e ajudar a contar." Bom, o nenê tinha hipoglicemia iria ficar no máximo 10 dias, ficou menos que isso. Então falei para o pai; "- Fique calmo seu nene esta bem e logo vocês estaram em casa, você só precisa apoiar sua esposa com sorriso no rosto." Nem sei porque falei aquilo, mas quando vemos que o problema do outro e menor que o nosso passamos a ter força para ajudar o próximo. Na sala de ordenha nos comentamos sobre esse tema: "Os pais". Foi muito interessante, comentei que na hora das dores do parto meu esposo perguntou se eu vi o que tinha acontecido com o Japão. Uma outra mãe falou: -" Ufa, pensei que só eu tinha um esposo desligado, rsrsrr. Na hora das dores ele pedia para olhar para a camera, pois queria fazer uma foto do momento!" Ao longo do tempo, percebia que as historias eram iguais.
Meu esposo estava tão sentimental que recebeu um video que falava sobre a volta dos soldados americanos e chorava como criança ao assistir. Ele me mostrou o video, estavamos na sala de descanso do hospital, Hãn! Adivinha, comecei a chorar também! Pois, aquela imagem era o que desejamos para nós. Chegar em casa e abraçar nossa filha! Ele sempre falava: -" Vc esta aqui dentro e não sabe como esta dificil lá fora". Ele comentava da ansiedade dos familiares e amigos por noticias. Coisa que nós também não tinhamos, o máximo que tinhamos é: "- Esta reagindo como um prematura reage, esta no padrão!"
Veja o vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário