Páginas

terça-feira, 24 de maio de 2011

Capitulo 3 - Mãe de UTI Neonatal

Hoje eu sei que mães que passaram por 1 hora ou 1 ano numa UTI a sensação é a mesma! O medo, o susto e todas as dúvidas faz a cabeça rodar 360 graus.
As 3:30 da manha fui até a UTI Neo com minha mãe de cadeira de rodas para ver pela primeira vez a Mariana. Ao chegar lá, minha mãe passou mal e pediu para sentar. Eu não tinha dado muita atenção para a situação. Só olhava para incubadora e falava para Mariana o quanto ela era linda e forte e que amava muito. Voltei para o quarto e liguei para o Flavio, falando que tinha visto ela e que estava bem! Ele estava preocupado achando que eu iria surtar ao vê-la roxa e com tubo de respiração.
No dia seguinte, meu esposo foi a UTI Neo e tomou um susto, pois tinham mudado a Mariana de lugar. Acho que ele pensou o pior! No mesmo dia recebi as instruções da enfermeira para fazer ordenha para tirar o leite para o bebê. Então, pensei vou ser útil aqui do lado da Mariana vou fazer a minha parte e hoje é tirar o leite para ela.
Chegando na sala de ordenha fui recepcionada pela Sandra, ela foi explicando como era o procedimento de higiene e troca de roupa para fazer a ordenha. Quando cheguei na sala, tinha mais mães que estavam conversando animadas, trocando informações de seus bebês e tudo mais. Eu só pensava: -” Não vou conversar com ninguém, vou me concentrar para que meu leite saia abençoado por Deus e que será o remédio para Mariana crescer e se desenvolver o mais rápido possível”. Repeti isso durante todo o tempo que estive ordenhando. Tinha até a oração do leite: Esse leite é abençoado por Deus que irá curar, salvar e libertar a Mariana de todo o mal.
Eram muitas informações que recebi no inicio, como tinha que fazer a higiene das mãs, avental para ficar próximo a incubadora.
É o olho da mãe que engorda o bebê!
       (Lembro de uma mãe que teve o bebe prematuro de 26 semanas e fez todo o procedimento de lavar as mãos, usar avental e sentar do lado da incubadora. Foi até engraçado o jeito que a mãe falou. Ela disse que após fazer todo o procedimento ela olhou para os lados e viu que as outras mães estavam com os seus bebês no colo. Logo, ela pensou, bom vou pegar o meu bebê também. Então ela sentou abriu os braços e ficou olhando para a técnica de enferamgem. O que ela ouviu da técnica: - "Pode olhar!" E assim, que nós ficamos fazendo o tempo todo numa UTI Neo, olhamos todo mundo por a mão e nós no máximo lambemos a incubadora, rsrsrsr)
O dia da alta hospitalar é o pior dia para mãe que sabe que vai deixar seu bebê no hospital. Eu chorava muito no dia da alta, não sabia como seria da li para frente. Eu tinha comigo que sairia do hospital com minha filha nos braços. E não era isso que estava acontecendo.
Acostumar com a idéia de ir para casa sem a Mariana foi doloroso nos setenta e cinco dias que tivemos que ir para o hospital e voltar para casa. No dia de ir embora, prometi para Mariana que todos os dias estariam ao lado dela rezando para ela superar todas as dificuldades.


Mariana com o CPAP ficou 2 dias com isso.
Na verdade não sabia o que viria pela frente, mas como uma das mães falava: “- Ser mãe de UTI e como subir as escadarias da Igreja da Penha do Rio de Janeiro. Não pode olhar o quanto irá subir, mas o próximo degrau.” Tinha uma longa caminhada pela frente que sinceramente não tinha ideia do que seria. Ela passou por entubação, CPAP, NPP (cateter para alimentação), transfusão de sangue, apneia,  fechamento cirurgico do Canal Arterial, desmamar do oxigenio, aprender a comer pela boca, mamar no peito e por fim ir para a casa. Ufa! Eu conseguirei!

3 comentários:

  1. Oi Leila, parabéns pela iniciativa de contar a sua história e luta da Mariana. Realmente só nós que passamos por ali sabemos como é, sentimos na pele, são muitas emoções. Mas cada "tiquinho" ali é forte e lutador e com a benção de Deus, cada um a seu tempo, vai subindo sua escadinha até o dia de irem para casa.
    Mariana, parabéns pela sua coragem, pela sua força e pela certeza de que pais tão amorosos esperavam por vc, para que agora vcs estejam todos juntos e felizes. Um grande beijo. Marcia e Murilo!!!.

    ResponderExcluir
  2. Leila estou amando a historia,maravilhosa uma lição de vida,tive alguns probleminhas com o nascimento da Ana Beatriz mas não chega nem perto do que você passou,mas como eu disse graças a Deus ja passou agora é só aproveitar cada momento ao lado da Mariana,que é uma bebezinha linda e que espera só amor carinho e dedicação de toda a familia.
    Esse é um pequeno trecho de um louvor da Cantora Gospel cristina Mel.
    Milagre da Vida.

    Antes mesmo de ter um nome
    E abrir os meus olhinhos
    Ou alguém ver o meu rostinho
    Eu estava num lugar especial,
    Que Deus fez para mim
    Cercado de amor, de calor.

    Minhas mãos eram tão pequeninas,
    Meus pezinhos, inseguros ainda
    Mas no peito meu coraçãozinho
    Já mostrava que o milagre do nascer,
    Do viver, do existir, outra vez aconteceu...

    Eu sou o milagre da vida,
    Milagre da criação
    Com Deus sim eu quero crescer.
    Pois Ele quem me fez nascer

    Uh........
    Antes mesmo de ter um nome
    E abrir os meus olhinhos
    Ou alguém ver o meu rostinho
    Eu estava num lugar especial,
    Que Deus fez para mim
    Cercado de amor, de calor.

    Minhas mãos eram tão pequeninas,
    Meus pezinhos, inseguros ainda
    Mas no peito meu coraçãozinho
    Já mostrava que o milagre do nascer,
    Do viver, do existir, outra vez aconteceu...

    Coro
    Eu sou o milagre da vida,
    Milagre da criação
    Com Deus sim eu quero crescer.
    Pois Ele quem me fez nascer

    As crianças ocupam um lugar
    Muito especial no coração do Pai,
    Pois elas refletem pureza real.

    Um enorme Beijo pra Leila,Mariana,e um abraço pro Flávio.Deus abençoe vcs.
    Ass. Néia,tico e Ana Beatriz.

    ResponderExcluir
  3. Oi Leila!!! Que bom te encontrar aqui!!! Sou a Regina, mae da Beatriz, colega de UTI Neo da Mariana.
    Estou procurando seu blog desde que saí do hospital ( você falou que ia fazer).
    Parabéns!! Está ótimo!!! Desde o hospital vc tem dado força ãs mães de prematuros. Sua força, otimismo e disposição são contagiantes!
    Como está a Mariana hoje?
    A Beatriz está com mais de 3 kg!!!! Linda e Forte!!!

    ResponderExcluir